Ensaios Especiais

IRIS

O ensaio IRIS é uma técnica ultrassônica para inspeção de tubos de trocadores de calor e caldeiras. 

É empregado o princípio convencional de pulso-eco para medição de espessuras, porém são utilizados novos métodos para apresentação dos resultados das medições.

Todas as medições, feitas durante a varredura circunferencial completa do tubo, são mostradas na tela do computador, produzindo imagens retangulares ou circulares em tempo real.

Como alternativa, pode-se obter também imagens nos sistemas C-Scan e D-Scan.

Medições falsas podem ser facilmente reconhecidas e compensadas por extrapolação de medições válidas.

Esta metodologia permite a medição de espessuras remanescentes menores de 0,5 mm em condições especiais.

Utilizando-se das quatro formas de apresentação, o ensaio IRIS informa com precisão as condições reais do tubo.

Vantagens

Detecta corrosão, abrasão, pitting e furos;

Mede pits até 1,5 mm de diâmetro;

Mede espessuras remanescentes menores que 0,5 mm;

Inspeciona tubos de 9 a 76 mm de diâmetro interno com equipamento básico, podendo chegar a 355mm com dispositivo centralizador especial;

Evita despesas com paradas não programadas devida às falhas nos tubos;

Passa pelas curvas dos tubos de caldeira;

Possibilita a medição de espessura na tela;

Fornece dados para avaliar a vida útil dos tubos;

Reporta as condições reais e espessuras dos tubos;

Inspeciona tubos ferrosos e não ferrosos;

Indica e mede abrasões provocadas por chicanas;

Encontra problemas na área mandrilhada dos tubos;

Apresenta resultados fáceis de interpretar;

Fornece resultados que podem ser gravados;

Utiliza equipamento leve e portátil;

Possui sistema digital compatível com IBM, programas DOS e WINDOWS e auto checagem;

Quer saber mais?

Envie as suas dúvida e responderemos em breve!

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]